Como investir


investimentosJá vimos em outros artigos formas de economizar dinheiro. Agora pensemos, para onde vai esse dinheiro extra que guardamos?


Por que investir?

Antes de tudo, precisamos perceber que não seria inteligente guardar dinheiro em algum cofre, em casa.

Isto porque dinheiro guardado em casa não dá nenhum retorno. Se hoje estivermos com R$100,00 guardados em um cofre, daqui um ano ainda teremos R$100,00 lá no cofre. O problema é a inflação, que faz os preços dos produtos subirem. Você já deve ter notado que o preço de uma cesta básica no ano passado era mais barato que esse ano. Logo, se você tem um dinheiro “parado”, sem trazer nenhum retorno, você tem um dinheiro que está sendo desvalorizado.

O que isso quer dizer? Quer dizer que se você tem R$100,00 hoje e com eles você consegue fazer uma compra semanal no supermercado, por exemplo, em um ano, esses R$100,00 não serão suficientes para realizar a mesma compra. Logo, seria inteligente você colocar esse dinheiro em algum local onde ele possa te trazer um retorno. É aí que entram os investimentos!

Quando você investe, você tem um retorno desejado, sendo assim, a inflação pouco te prejudica. Mas... Onde investir?


Poupança


A poupança é um lugar considerado seguro para você guardar o seu dinheiro. Muitos não percebem, mas a poupança é um investimento, ou seja, você aplica seu dinheiro lá e recebe algo em troca (mais dinheiro). Esse valor que você recebe por ter deixado seu dinheiro na poupança, é o chamado rendimento. Como o próprio nome diz, é quanto seu dinheiro vai render. Este rendimento é uma porcentagem do valor que você aplicou (colocou) na poupança.


Por que a poupança é considerado o investimento mais seguro?
Porque o Fundo Garantidor de Crédito (FGC) lhe garante uma cobertura de até R$70.000,00. Ou seja, se algo ocorrer com o banco em que você depositou seu dinheiro, até R$70.000,00 de suas perdas serão ressarcidas.


Como é calculado o rendimento da poupança
Até maio de 2012 o rendimento da poupança era calculado da seguinte forma: 0,5% + TR (taxa referencial).
A partir de maio de 2012 a poupança passou a ter seu rendimento ligado à taxa Selic. Sempre que a taxa Selic ficar abaixo de 8,5%, a poupança irá render 70% da taxa Selic + TR. Por exemplo, se a taxa Selic é de 8% (anual), isto significa que a poupança vai render 70% x 8,5% = 5,6% + TR.

Provavelmente você deve estar se perguntando duas coisas: o que é a taxa Selic e o que é essa taxa referencial?


Taxa Selic: É a taxa básica da economia, ela determina a variação de outras taxas e por isso sempre vemos notícias sobre seu valor nos jornais. A taxa Selic influencia tanto as dívidas (como taxas de juros de financiamentos, por exemplo), quanto os ganhos e investimentos da população (como a poupança). Quando a taxa Selic está baixa, os juros pagos em uma dívida caem, mas por outro lado, também são menores os rendimentos do dinheiro que está investido.

Taxa Referencial (TR): É uma taxa, relativamente pequena (em março de 2012 foi de 0,0227%) que deve refletir os juros cobrados no país.

Para os mais aventureiros e entusiasmados, fica como dica:
Descrição da Taxa Selic
Fundo Garantidor de Crédito
Banco Central - Glossário

 

O textos da seção Educação Financeira são uma iniciativa do grupo Nossa Saúde Financeira
  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar
 

 

sicak video

film izle

sicak video

Film izle

film izle